domingo, 28 de dezembro de 2008

ENTREVISTA COM A SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO AUXILIADORA FREITAS


NOVO CÉU E NOVA TERRA: A tão propalada aprovação automática é um fim ou uma estratégia para atingir um fim?


AUXILIADORA FREITAS: Penso que não deveria ser nem uma coisa nem outra. Não acredito nem na promoção automática e nem na reprovação automática.


A Avaliação deve ser mais um momento pedagógico da ensinagem e de aprendizagem para que nós educadores possamos encontrar no meio de tantos problemas que a nossa educação enfrenta melhores alternativas da escola realizar satisfatoriamente a sua missão que é ensinar.


Na verdade a avaliação é um meio, uma estratégia, um caminho pedagógico entre tantos que temos para promover, encantar, cuidar do processo de construção do conhecimento dos alunos... Ela não é a principal estratégia do processo. O principal é a esnsinagem que promoverá aprendizagem de qualidade ou não. Só existe "promoção automática" quando não se oferece suporte pedagógico para os alunos vencerem suas dificuldades.


Quando não se mudam os caminhos, não se faz diagnósticos e se age em função dos mesmos.Quando as metodologias de ensino não respeitam o rítmo e as etapas de desenvolvimento do aluno em cada faixa de desnvolvimento da inteligência. Assim se faz não apenas "promoção automática", mas também "reprovação automática".


NOVO CÉU E NOVA TERRA: Qual deve ser o verdadeiro objetivo da educação, atuar no nível cognitivo, emocional ou moral?

AUXILIADORA FREITAS: A educação é bela e apaixonante porque deve cuidar do indivíduo como um todo. A tarefa primordial da educação é ensinar.


A escola é a instituição formalmente criada para promover a construção de conhecimentos científicos, mas estes não ocorrerão se antes não passar a ação docente pela emoção.


Nada chega na razão, antes de passar pela emoção, O ser humano é uma unidade integralizada e é assim que a escola deve vê-lo, portanto cognitivo, emoção e moral devem constituir à base da formação do cidadão.


Gandhi já dizia " a maior arma que o homem possui é o conhecimento, entretando se ela for construída sem o suporte humano poderá ser usada para o mal", logo é fundamental que a escola esteja atenta à integralidade humana para poder construir conhecimento com e na emoção... mas isso só não basta o indivíduo precisa ter princípios como ética, moral para nortear o uso que fará do conhecimento.


NOVO CÉU E NOVA TERRA: Num momento de calamidade pública em que vivemos, é possível transmitir esperança aos pais a partir da educação de seus filhos?


AUXILIADORA FREITAS: Acredito sempre no verbo "esperançar" não de esperar, mas de uma esperança que promove a ação, portanto as dimensões política, social, humana e pedagógica de nossa ação docente devem permear a nossa relação de ensinar e aprender e isto deve também ser considerado na relação que a escola deve estabelecer com os pais.


E esta deve ser sempre de apostar no sucesso dos seus filhos e nunca no fracasso mesmo que este aluno não seja o "melhor" da turma na concepção do professor. Veja bem... Drumond, o nosso poeta maior foi reprovado em literatura na escola .


Tudo em educação tem um pouco de relatividade porque entra a subjetividade de cada um.Dai nossa grande responsabilidade no ato de educacar. Penso que o que vai fazer com que os pais se motivem diante de tantas calamidades é a escola apostar na crença no amanhã como um presente para a vida de seus filhos e buscar tornar esta escola um "presente" para nossas crianças e jovens.


Pais e escolas têm que ser parceiros no cuidar, no amar, no acreditar... Temos que ser "acendedores de lampiões".



NOVO CÉU E NOVA TERRA: É possível uma educação integral que ofereça uma possibilidade de futuro para as crianças?


AUXILIADORA FREITAS: Claro que sim. Acredito na educação integral.


O Brasil é um dos poucos países no mundo em que o aluno fica só 4 horas em atividades , aliás nem 4 horas , pois se você considerar o recreio, a entrada atrasada em sala de aula , as faltas dos professores, este aluno não é atendido no mínimo que a nossa legislçao estabelece.


Então é fácil de concluirmos porque a nossa educação está em piores condições do que a Nigéria, por exemplo. Imagina que o índice dde reprovação na 1ª série de lá está em torno de 11% e aqui de torno de 32%.


São cerca de R$ 9.000.000 .000 de prejuízo de recursos que temos anualmente em função dos altos índices de reprovação, evasão, etc da nossa escola logo tudo isso tem que nos incomodar e nos impulsionar à ação.


Acredito que a educação integral, onde música, cognição, esporte, arte , religiosidade, moral, ética, meio ambiente. responsabilidade profissional ,etc devem ser preocupação dos currículos escolares e então estaremos construindo um homem melhor e uma sociedade mais feliz e justa.



5-NOVO CÉU E NOVA TERRA: Então, a senhora vê com bons olhos a escola em tempo integral?


AUXILIADORA FREITAS: claro , acredito na escola de tempo integral porque ela possiblita o desenvolvimentoda das míltiplas linguagens, tão necessárias ao desenvolvimento dos alunos. Ela é o caminho para que haja atendimento integral ao aluno e ainda ofecere possibilidade de planejamento coletivo entre os professores, além de tirar as crianças da rua.


6 -NOVO CÉU E NOVA TERRA: A senhora acha razoável a possibilidade de parcerias com igrejas que ofereçam seus espaços para educação de adultos e a formação de escolas em tempo integral, desde que seja respeitada o laicismo da educação?


AUXILIADORA FREITAS: Sim, pois só acredito em educação solidária, é claro, sem tirar a responsabilidade do estado, com a educação pública, gratuita e de qualidade.


NOVO CÉU E NOVA TERRA: Tem algum sonho para um futuro próximo em relação a educação?


AUXILIADORA FREITAS: Sim... O que me move é o sonho... Sonho em reconduzir a educação pública municipal de nossa Campos dos Goytacazes ao estágio de uma educação de qualidade com índices de desempenhos reais , verdadeiros construídos pelo trabalho eficiente e eficaz de pais, professores, gestores, alunos e poder público e não forjados em dados que não correspondem à realidade.


Sonho em ver em breve os profissionais da educação deste meu país e daqui de nosso município serem de verdade valorizados pelo seu papel social, humano, político e pedagógico das gerações futuras.


Não haverá futuro sem uma educação sólida e neste contexto encontra-se a valorização do professor e dos alunos. Com escolas equipadas, bonitas, prazerozas e professores com auto-estima elevada e felizes...


NOVO CÉU E NOVA TERRA: Considera que a grande revolução/evolução em nosso mundo partirá de um movimento educacional?


AUXILIADORA FREITAS: Sim. No dia que este nosso país acreditar e agir de verdade na educação haveremos de ter desenvolvimento e crescimento com justiça social.


Nosso país que é rico em terra, água, minérios, flora, fauna ,etc e precisa investir com seriedade no seu cidadão, no seu povo. A educação é capaz de promover a dignidade humana.


Ela não vai combater a pobreza, pois não é a escola que a promove, mas certamente dará aos nossos alunos codições da busca de uma cidadania mais digna.


Todos os países que se tornaram potências mundiais o fizeram através de uma revolução pacífica... A revolução pela educação do seu povo.


NOVO CÉU E NOVA TERRA: Para a senhora qual a ligação entre a educação e a promoção da saúde?


AUXILIADORA FREITAS: Existe uma relação íntima entre saúde e educação. A mais importante é que através da educação podemos fazer saúde preventiva. Quanto mais informada for a nossa população mais hábitos de saúde terá. Por exemplo, uma questão atual a Dengue, quanto nosssos alunos podem contribuir no combate ao mosquito... A educação é com certeza um instrumento importante nesta questão, pois em cada cantinho do município tem uma escola informando e formando nosso povo.


NOVO CÉU E NOVA TERRA: E em relação à tolerância religiosa e a fraternidade?


AUXILIADORA FREITAS: São sustentáculos fundamentais´`a vida humana. Não haverá essência humana sem religiosidade e fraternidade O mundo sucumbirá à corrupção, violência, desamor, egoísmo, invejas, traições... Tudo isso é falta de Deus e então de fraternidade no coração e na.alma dos homens e mulheres deste planeta terra.


NOVO CÉU E NOVA TERRA: Que mensagem gostaria de deixar?


AUXILIADORA FREITAS:


" Tudo vale à pena se a alma não é pequena" (Fernando Pessoa).


Que possamos construir um ano novo de 2009 com alma, com essências de delicadezas, de cumplicidades, de sinceridades, de cuidados, de honestidade , de amizades verdadeiras e de espiritualidade.


Que o sorriso possa ser a arma na construção de um mundo novo.


Que possamos continuar dizendo: - Vale à pena ser honesto - neste mundo que se mostra tão desprovido de valores, princípios e ética.


Um feliz e abençoado ano novo para todos nós.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Coragem de Ano Novo



Refletindo sobre os nossos irmãos, particularmente os campistas, entre os quais conheço alguns, é possível sentir junto suas emoções do Natal. Foram provavelmente emoções de mágoa e melancolia, desesperança e frustração.

A perda do abrigo é uma das mais sofridas pelo ser humano. É o abrigo, a casa um dos sentimentos básicos do homem.


A hierarquia de necessidades de Maslow, é uma escala sugerida pelo psiquiatra Abraham Maslow, indicando que as nossas necessidades crescem e evoluem a partir das necessidades físicas até as espirituais. Maslow escalona então, cinco necessidades e as desenha em forma de a pirâmide. Ei-las :

1-Necessidades fisiológicas , fundamentais, como a fome , o sono, o sexo, a excreção;

2- Necessidades de Abrigo e segurança, que vão da necessidade de sentir-se seguro dentro de uma casa a formas mais elaboradas de segurança como um emprego, estabilidade, seguro-saúde, seguro de vida;

3-Necessidades sociais , sentimentos como ter família, pertencer a um grupo, estar em comunidade;

4-Necessidades de aprovação, do reconhecimento dos outros;

5- Necessidades de auto-realização, de transpor os limites, de ir além de suas supostas possibilidades.


Considerando que o Abrigo está na segunda etapa de necessidades básicas, é possível inferir que no momento em que se tem a exata sensação de se tê-lo perdido, perdido a segurança, tendo a sensação subjetiva de perda de proteção própria e de sua família, então é uma condição limite da alma.

Lendo o noticiário da imprensa campista, acompanhando os blogs que noticiam a tragédia ambiental que se abateu sobre nossa cidade, chegamos a conclusão de que perto de 10.000 pessoas passaram o Natal fora de suas casas, de seus ambientes próprios, por mais simples e pobres que possam ser. Isso significa que são dez mil pessoas feridas em uma calcanhar de Aquiles nuclear da alma humana. Sem contar com aqueles que tiveram também perdas humanas, o que apenas faz crescer enormemente a dor.

Sofrer isso no Natal é sempre uma marca melancólica na vida. Todavia, uma semana após o Natal é o Ano Novo e estou certo de que todas estas pessoas, mesmo passando a noite de 31 de dezembro de 2008 em abrigo, terá o coração pleno de Esperança.

Inexplicável esperança, mas real!

E é justamente esse movimento injustificável pela racionalidade humana que atribui-se ao Amor de um Deus bom e dispensador universal de bênçãos!
E é por isso, justamente por isso que é natural que o Ano Novo seja uma época que suscita Coragem em nossos espíritos. Coragem para cultivar esperança, coragem para doar-se, para despojar-se de bens materiais que apenas intoxicam o nosso espírito cansado de ambição e egoísmo.
Basta de individualismo. É chegado um momento própiro para a fraternidade e a solidariedade, para plantarmos as sementes de uma nova Terra, que esteja sob um novo céu, onde a Esperança norteará os projetos para o futuro próximo.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Um Natal Solidário


Pedindo a Deus que todos possam ter momentos de alegria neste Natal, mesmo os que estão vivendo dias conturbados com a perda de seus bens, de seus abrigos, quase de sua esperança...


Para estes, principalmente para estes, que passam este dia sem o mínimo que um ser humano necessita para ser digno de sua espécie: seu abrigo, sua casa, sua morada neste mundo de complexidades sempre maiores, peço a Jesus uma bênção. Peço a Jesus, que também nasceu sem abrigo, sem moradia. Peço a Jesus, que foi exilado, que viu seus pares serem assassinados...
Peço para estes pobres, a bênção da Esperança. Peço uma especial bênção.
A graça de almejar sempre a paz íntima em meio a turbulenta confusão destes dias.


Sei que Jesus veio para todos, mas permita-me Deus, nesta hora elevar o pensamento e pedir para os que passam o Natal absolutamente excluídos das sofisticações da sociedade moderna.
Quero rogar pelos excluídos da colorida vida fútil, das bebidas estupefacientes, do delírio euforizante, da egolatria crescente e da impiedade dominante.


Espero mesmo que a resposta do alto venha com pressa. Que venha bem depressa para que estas verdades aparentes de um mundo materializado e cristalizado possam dissolver-se. E que possam derreter-se a fim de que a nossa socieade se converta um dia, numa socieade de alegrias verdadeiras. Que seja solidária e humana, cordata e fraterna.


Um amplexo de amor neste Natal para os abandonados da sorte, que são também, abandonados pela glacial sordidez de nossos corações.

domingo, 21 de dezembro de 2008

Nada Pedir, Nada Reclamar

É um lema que o Dr. Bezerra de Menezes ensinou e que Chico Xavier seguiu. Seguiu e ensinou ao meu Pai a seguir também.
Eu estou somente agora na madureza de minha vida a perceber o significado profundo e o alcance deste enunciado.
Estou assumindo uma postura de nada mais pedir.
As consciências estão maduras.
Não é necessário pedir que as pessoas ajudem os necessitados.
Não é necessário pedir que as pessoas ajudem as entidades filantrópicas, principalmente àquelas as quais conhecem.
Todos temos uma clara perpecpção do certo e do errado, do justo e do injusto. O nosso super-ego tem estado bem alerta, mas nós somos ainda Pinóquios aborrecidos com o Grilo Falante. O Grilo era o Super-Ego de Pinóquio, que funcionava num HD externo. O nosso é interno e está bem vivo.
Tenho cometido um erro grave que é de tentar comover pessoas da necessidade de doar, de esvaziar as duras estruturas de nosso egocentrismo. Acho que exagerei ao comentar nos reumatismos psíquicos que esclerosam nossas articulações do espírito e nos tornam imóveis, estáticos.
Não mais pedir, não mais reclamar, não mais me defender, não mais me justificar.
Esta é a reflexão que eu faço, no silêncio de meus desataviados pensamentos.
Este é o aprendizado que obtive com sofrimento. E de que vale a dor, se não for convertida em experiência? De que vale o contundente toque do destino se não gera uma imunocompetência na alma?
Nada pedir, cada consciência doe o que puder e o quanto puder.
Nada reclamar, as experiências são individuais e a hora é de muita ação e pouca filosofia.
Que Deus nos proteja!

Esperança e voto de silêncio


Como o tema da Rede blog versa sobre "esperança" , estando eu em voto de silêncio sobre política, quero falar sobre esse dom.


Sim, a Esperança é um Dom!


Dom é tudo que não pertence à natureza biológica do homem, mas inexplicavelmente pode surgir em nós.


Esperança é uma destas categorias.


Ela é divina! Deus que é o supremos dispensador universal de valores do espírito, concede ao ser humano.


Portanto, se temos a ventura de sentir em momentos absolutamente inapropriados, esta alegria antecipada, esta emoção saudável que sustenta os desassistidos da piedade humana, este sentimento de prazer pela consciência íntima de que o bem almejado será alcançado;

se podemos alcançar este estado de espírito;

Então temos Esperança!


E não é nossa, mas é alcançada por nós!


Não tem uma expressão biológica , como a ira e o medo!


Mas a bondade de Deus permite que tenhamos em determinados momentos de nossa vida, a posse desse estado de espírito, digamos de alteração da consciência normal, que se chama Esperança!


A visão da impiedade humana, a evidenciação da crueldade, do egoísmo, da frieza de corações, da intolerância, das perseguições, das paixões irracionais, da vaidade, da opulência, do escárnio social, das tragédias anunciadas, da inoperância do bem, da imobilidade dos justos, tudo isso nos conduz a Desesperança! Esta sim, é uma qualidade da natureza. É tão biológica como o catabolismo que despreza os resultados inúteis das reações bioqímicas de nosso corpo. É tão real como a entropia que esfria o universo.


Todavia, somos forçados a crer com todas as forças de nosso espírito imortal, que uma graça vem ao nosso encontro. E ainda que diante de todas esta barbárie, de todo o vandalismo cultural e de toda a indiferença dos poderosos, resta uma emoção diferente, um sentimento nobre, um dom especial, um néctar divino que adocica nossas vidas: a Esperança!


Sendo assim, mesmo em meu estado de silêncio, sinto que emerge de uma profundeza inescrutável, uma luz, um foco, uma alegria imensa que aponta para a possibildiade sempre presente de que tudo caminha inexoravelmente para a vitória do bem e do amor.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Pedido de Desculpas


Caro Jornalista Saulo Pessanha, venho pedir desculplas pelo meu destempero nos comentários às suas notas. Realmente eu é que abusei e passei dos limites usando expressões grosseiras como "mentira" e "difamação".
Caso possa esquecer esse incidente,quero reafirmar que sou seu devedor desde 2005, quando ao mesmo tempo que o Dr. Aluysio Barbosa e o Sileno Martinho, fizeram varias notas de apoio ao lançamento dos livros de Clovis Tavares e Nina Arueira.
Mais uma vez apresento aqui as minhas escusas, aproveitando a época natalina, própria para se abrir o coração, arrepender-se, retratar-se, fazer conciliações e reconciliações.Já fiz as retificações em meu blog, retirando as expressões ácidas a seu respeito, além de retratar-me publicamente.
Fique com Jesus!

DIREITO DE RESPOSTA


NOTA DE ESCLARECIMENTO- Direito de Resposta

A Escola Jesus Cristo é uma instituição espírita, fundada há 73 anos, que presta serviços assistenciais, promove cultura e dá assistência moral e espiritual indistintamente, sem acepção de etnia, religião ou classe social. Foi solicitada por seu presidente uma ajuda financeira a um grupo reservado de amigos pela Internet, que de modo imprevisto, divulgou-se além do controle. Esta solicitação deveu-se ao fato de a instituição estar sendo vitima de invasões, sendo necessária uma providência de segurança particular. Não foi aberta nenhuma conta corrente para essa finalidade, como foi divulgado. Esta providência de modo algum afastou a instituição de seus misteres sociais e espirituais, como também e nem houve a suspensão de qualquer beneficência natalina. No domingo 14 de dezembro, realizou-se um almoço de Natal para as comunidades carentes circunvizinhas, que contou com a participação de mais de trezentas pessoas, às quais são assistidas durante todo o ano pela instituição sem que esta mantenha qualquer convênio com órgão público, vivendo apenas das contribuições dos associados e de donativos espontâneos. Aproveito o ensejo para rogar a Jesus um Natal de tolerância e harmonia entre todos. Flávio Mussa Tavares, Presidente.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Saulo Pessanha corrige suas notas na FOLHA DA MANHÃ


Correção

Saulo Pessanha da Folha da Manhã corrigiu as informações do último dia 08/12 em sua coluna naquele jornal. A princípio este blog teceu algums comentários agressivos sobre as suas notas iniciais, mas estou revendo a minha posição, desculpando-me e agradecendo ao Jornalista Saulo Pessanha e buscando a paz neste natal.

Eis as notas de sua coluna do dia 18/12/2008:


Não abriu
A Escola Jesus Cristo, através do presidente Flávio Mussa Tavares, esclarece que nãoabriu nenhuma conta corrente no Banco do Brasil para receber ajuda da populaçãodestinada a cobrir os custos de um sistema de alarme. Mussa confirma, no entanto,que solicitou, de pessoas conhecidas da instituição, uma contribuição para tal fim.

Petit comite
Mussa assegura mesmo que não fez solicitação pública de dinheiro. Apenas limitou-se a um comunicado reservado, ´ou como dizem os franceses em petit comite´. Admite que alguns amigos tomaram a decisão, por auto recreação, de repassar o mesmo, ´o que pode ter tido, como teve, um efeito de progressão geométrica´".

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Sobre notas a respeito da Escola Jesus Cristo, publicadas na imprensa campista

Foto do almolço de Natal da Escola Jesus Cristo, oferecido aos frequentadores das comunidades de Tira- Gosto e Matadouro.

Caro jornalista Saulo Pessanha,
Antes de qualquer ressalva às suas inserções do último dia 08 de dezembro em sua coluna da Folha da Manhã, quero reafirmar a dívida de gratidão que tenho com a sua pessoa, bem como as dos jornalista Sileno Martinho, Michele Mayrink e mais alguns que a memória de meu computador não registra mais, que no ano de 2005, ajudaram-me na divulgação das obras inéditas de Nina Arueira e Clóvis Tavares, meu Pai, então lançadas como celebração dos 70 anos da morte de Nina e dos 70 anos de fundação da Escola Jesus Cristo.
Caro Jornalista Saulo Pessanha, neste ano de 2008, publicamos mais dois livros de meu Pai. Tratam-se de "João Batista" e "Rocha dos Séculos" que são estudos sobre os mais diversos assuntos sob a ótica espírita-cristã. A edição dos livros sempre é realizada com a ajuda financeira de amigos e revertida em favor de nossas obras.
Com respeito às notas copiadas abaixo:
"Pedido
A Escola Jesus Cristo, por conta da violência na cidade, está pedindo, veja só, um SOS financeiro à população. O presidente Flávio Mussa Tavares revela que a entidade tem sofrido pequenos assaltos quase que diariamente. Por conta disso, o que fez a escola? Colocou seguranças no período noturno. Mas acha pouco.
E mais...
Daí que providenciou um sistema de alarmes, ora em concorrência. Para bancá-lo, a Escola Jesus Cristo abriu uma conta no Banco do Brasil. Coisa inédita. O dinheiro doado, pelo menos na circular de Flávio Mussa, não é para o Natal dos assistidos ali. Mas para bancar o custeio da segurança. " ,
é necessário fazer algumas correções às quais, presumo, após a leitura deste e-mail, o qual peço antecipadamente perdão por ser extenso, o senhor retificará no mesmo espaço dedicado às afirmativas.
No último dia 27 de outubro a Escola Jesus Cristo completou 73 anos de fundação. Ela é mantida por seu quadro de associados que livremente estipulam a contribuição à instituição.
Durante cerca de 48 anos a Escola Jesus Cristo manteve, sem nenhum convênio público um orfanato para meninas que em determinadas épocas abrigava cerca de quarenta delas. Já existiu também um orfanato masculino no qual meu Pai, em sua solteirice cuidou de meninos, mas que durou menor período de tempo, cerca de 10 anos.
Desde a década de 60 até meados da década de 90, o orfanato para meninas era da responsabilidade de uma senhora abnegada chamada Valdéia Ribeiro Bueno, que faleceu em 2003. O orfanato nos anos 80 começou a ficar desatualizado em função das novas exigências do Estatuto da Criança e do Adolescente, que a rigor é de 1990, mas é a culminância de muitas reestruturações do Serviço Social que sistematizou e profissionalizou o que antes era realizado apenas com a boa vontade.
Na segunda metade da década de 90, a Sra. Valdéia, mesmo sem a companhia das crianças continuou, a despeito de sua idade, a residir na instituição. E lá vivia como uma zeladora carinhosa e bondosa com todos que lá buscavam acolhimento amigo durante a semana, em horários não convencionais, de reuniões da instituição. Essas visitas eram em quase a sua totalidade de moradores das comunidades do Tira-Gosto e Matadouro, que ali eram acolhidos com palavras de amor e alguns gêneros de primeira necessidade, muitas vezes de seu próprio consumo pessoal.
Após seu desenlace em 2003, tivemos algumas pessoas que ali foram residir, mas que infelizmente nunca ficaram à altura da competência humana e espiritual de Valdéia.
Neste ano de 2008, ficamos, de imprevisto, sem zelador. Diga-se de passagem que nossos zeladores tem o perfil de um homem ou um casal que não tem residência própria e que ali passam a morar com conforto, além de direitos trabalhistas.
Com a ausência do morador do local, tivemos a sequência de invasões com pequenos furtos e certos atos de vandalismo como sujar as dependências com fezes e algumas depredações.
Numa noite em que fomos chamados para ver os estragos causados por nossos visitantes indesejados, fomos constrangidos a tomar uma atitude de contratar uma vigilância noturna e apreçar a cerca elétrica.
A segurança noturna já foi dispensada e a proteção elétrica ainda está acima de nossas possibilidades. Razão que me fez tomar a atitude de encaminhar uma solicitação dirigida especificamente a alguns amigos. Enviei o e-mail, assim, para algumas pessoas conhecidas, muitas delas que já frequentaram nossa instituição , solicitando uma contribuição para estas providências. Foi uma idéia muito infeliz, pois poucas foram as pessoas que dispuseram-se a fazer o depósito. E foi infeliz, ademais, pois resultou numa informação truncada e numa notificação na imprensa que feriu a história de nossa casa, jamais maculada na imprensa nestes 73 anos de trabalho espiritual, cultural e assistencial.
Outro detalhe é que não foi aberta nenhuma conta corrente para essa finalidade. Esta é a única conta corrente da Escola Jesus Cristo, a qual achei mais razoável indicar os dados para eventuais amigos que se sensibilizassem com o meu comunicado limitado e reservado ou como dizem os franceses, "en petit comite".
Alguns desses amigos tomaram a decisão por auto recreação, de repassar o mesmo, o que pode ter tido , como teve, um efeito de progressão geométrica. Nesse espraiamento da mensagem, é que, provavelmente, chegou ao seu computador, uma mensagem minha nos repasses feitos simplesmente com um teclar "enter".
A título de maiores informações, quero ainda esclarecer ao nosso caro repórter, que nossas atividades em relação aos nossos assistidos sempre são realizadas sem nenhuma divulgação na mídia e muito menos com solicitação pública de recursos financeiros.
Na atualidade, não temos mais orfanatos, que devem adequar-se à nova legislação, e ainda não temos estrutura para tal. Entretanto, temos cadastradas mais de cem famílias que são atendidas aos sábados, onde lhes é oferecido, além da cesta básica, estudos facilitados de Evangelho, aulas de artesanato e um coral de senhoras. Para o ano de 2009, já está programado um curso de Alfabetização de adultos. Continuamos sem nenhum convênio público e preferimos atuar com nossos próprios recursos.
Encaminho ao senhor, Jornalista Saulo Pessanha, algumas fotos do almoço que fizemos com os assistidos na manhã do dia 14 de dezembro, na mesma semana em que foram publicadas as inverdades em sua coluna.
Portanto, sem buscar nenhuma reparação para o meu nome, o qual reconheço indigno e imerecedor de qualquer evidência, solicito do senhor a reparação das notas desonrosas à Escola Jesus Cristo, que tem sido ao longo destes 73 anos um referencial de respeito, cultura, humanidade e constância. Ela se mantém funcionando ininterruptamente, inclusive em épocas como natal, ano novo, carnaval e outras, quando percebemos inclusive que há necessidade de existir um posto aberto para auxílio espiritual, quando se multiplicam os sofrimentos e as necessidades dos desesperançados.
Ratifico minhas escusas pela longa missiva, todavia, não poderia furtar-me à necessária correção da informação, da qual a veracidade constitui a sua face bela.
Lembro também que o fato de uma instituição derivar suas preocupações com a segurança não significa de modo algum que esteja abandonando sua vocação primeira, assim como o fato de um chefe de família, preocupada com a segurança de sua casa, não o desobriga de preocupar-se com seus outros misteres.
Conto assim, com a sua compreensão, no sentido de transmitir aos leitores desde matutino as informações coerentes com os fatos, desfazendo assim mal entendidos e evitando que necessitemos de interlocutores que são sempre mais indesejáveis que o estabelecimento de um diálogo franco e direto.
Despedindo-me coloco-me à sua inteira disposição para maiores informações, inclusive para quando chegarem aos seus ouvidos, ou ao seu computador, informações que não sejam necessariamente verdadeiras.
Informo também que este e-mail tem cópias para outros jornalistas da Folha da Manhã.
Preferindo fazer-nos uma visita, estarei também ao seu inteiro dispor nas sextas feiras às 20 horas ou nos domingos às 11 horas.
Aproveitando a oportunidade da época, rogo a Jesus um Natal de Paz para o senhor, Jornalista Saulo Pessanha e para toda a sua família, bem como para os funcionários e diretores do Jornal Folha da Manhã.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Cineasta Oceano Vieira de Melo em Campos lançando novo DVD Chico Xavier na Escola Jesus Cristo


Nesta Sexta Feira, 05 de dezembro, receberemos a visita ilustre do Sr.OCEANO VIEIRA DE MELO, diretor da DVD Versátil e da sua parteespírita, a Video Spirite.

A Versátil tem produzido vários DVD´s de Kardec, Eurípedes, ChicoXavier e outros.Dessa vez, Oceano recuperou uma entrevista feita com Chico em 1968 ,pelo Saulo Gomes e jamais apresentada.

O DVD novo sobre Chico Xavier será lançado em Campos na Escola JesusCristo, com uma bela apresentação audio-visual às 20 horas.

Contamos com a presença preciosa de todos a quem prometemos uma gratificante surpresa. Quem comparecer, e apenas quem comparecer verá.

Até 05/12!Flávio Mussa Tavares

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Nova Vida ao poeta/médico Antônio Roberto


Uma nova vida para o amigo de todos Antônio Roberto Fernandes.
Conheci Antônio Roberto através de meu Pai, que era seu amigo.
Estva eu ainda estudando no Liceu, quando recebi de meu Pai com a dedicatória gentil do acadêmico de medicina Antônio Roberto, o seu primeiro livro de poesias.
Ali estavam as "Palavras ao cadáver":
.
"Vejo-te os pés calejados
E me pergunto onde andaste
Quantos caminhos pisaste
Em busca de uma ilusão
Mas o mundo foi mesquinho
Teus caminhos se estreitaram
E o chão que teus pés pisaram
Foi todo pisado em vão.
.
Vejo-te as mãos e imagino
Que bateram, trabalharam
E o quanto talvez vibraram
Em mil carícias de amor
Hoje estão encharcadas
De formol e de protesto
Num triste e último gesto
De desespero e de dor[...]
.
[...]Cadáver, amigo estranho
Hoje ensinas a gente
A ver mais profundamente
O que a vida nos mostrar
E se há justiça de fato
Podes crer, eu não te iludo
Que a morte te dará tudo
Que a vida não soube dar."
.
Antônio Roberto, médico, exímio funcionário do Banco do Brasil, poeta, pai amoroso, amante das letras e das artes, o mundo parece que não te merecia.
E tu vives agora a situação que descreveste nas palavras ao cadáver.
.
Todavia, prometo a ti, Poeta Antônio Roberto, parodiando os teus versos que a tua Vida Nova te abrirá novas e sublimes possibilidades que a nossa estreita e limitada vida terrena não
nos pode oferecer.
.
Esteja com Deus!
.
.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Um banquete de alegria (para a Rede Blog)


Não conheço os botequins da cidade!

Foi uma defecção de minha formação?

Não saberia responder.

Estudei o meu ensino médio no Liceu e meu grupo especial de amigos, reunia-se em nossas casas para tocar violão, devanear em projetos a curto e longo prazo, sonhar com um mundo melhor e sorrir muito, sempre regados a café com leite e bolo de milho, pois o grupo só tinha careta.

Fui estudar Medicina na UFRJ e lá me juntei à minha tribo, todos caretas. Fiquei 9 anos no Rio de Janeiro e posso contar nos dedos as vezes em que bebi. Não estou com isso assumindo qualquer crítica ou considerando-me superior a ninguém, apenas relatando um fato.

Fui de esquerda durante meu período estudantil, pertenci a um agrupamento que reunia-se em lugares sempre diferentes e era ligado ao velho Partido Comunista Brasileiro. Fui receber Prestes no Galeão e tive várias palestras "privativas" com ele, com Anita Leocádia, com outros companheiros que chegavam do exterior a partir de 1979.

Nestes grupos, sempre havia cerveja e erva para quem quisesse. Mas havia os caretas também. Tínhamos trabalhos comunitários nas comunidades da Ilha do Governador e ali também podíamos estar com todos os tipos de "tribos" que conviviam harmoniosamente.

Quando retornei a Campos na década de 80, logo casei-me e tornei-me pai. Óbvio que a caretice aumentou cada vez mais.

Hoje tenho 50 anos, 6 filhos , uma neta e muito trabalho. Continuo estudando, fazendo uma formação em Psiquiatria no Rio de Janeiro e trabalhando normalmente em Campos.

Porém, meu banquete de alegria é ir aos domingos à Escola Jesus Cristo. Ali eu bebo uma água viva e não sei viver sem beber daquela fonte.

Portanto, não sei qual é o melhor bar da cidade, mas não posso me furtar a afirmar que o meu ponto de referência de alegria é a Escola Jesus Cristo.

sábado, 15 de novembro de 2008

Don´t believe in God? (Você não crê em Deus?)



Comentando o esquema publicitário americano, enviado pela Aucilene e comentado pelo Fábio Siqueira em seu blog, considerarei alguns aspectos.





É preciso elogiar a boa iniciativa de cativar os não-gnósticos à prática da fraternidade e da filantropia.





Pessoalmente, considero que a fraternidade no mundo atual é mais exercida por agnósticos e ateus que por religiosos.





Disse Ziraldo em memorável artigo, citando seu companheiro Betinho, que a caridade no Brasil ficou muito tempo restrita aos espíritas e ao católicos vicentinos, enquanto a esquerda praticava o 'quanto pior melhor'.





Ali Ziraldo defendia o Natal sem Fome do saudoso Herbert de Souza e fazia uma auto-crítica da esquerda brasileira.





Hoje vive-se uma situação quase inversa: os movimentos de fraternidade e filantropia (verdadeira) são muito mais capitaneados por pessoas e instituições agnósticas que religiosas.





Portanto, é preciso fazer o momento do Natal um momento que transcende a religiosidade e atinge aquela área sensível do ser humano que o movimenta para a compaixão, para piedade, para a fraternidade, para a solidariedade e para o pensamento de alma coletiva da nossa sociedade.





"Natal para todos" é uma mensagem para cristãos de todos as denominações, judeus, muçulmanos, budistas , agósticos e ateus.





E como dizia meu Pai, Clóvis Tavares, um ex-comunista e cristão-espírita em suas orações na Escola Jesus Cristo:





"A Tua bênção, Jesus para os que Te conhecem e para aqueles que ainda Te ignoram; para os que estão longe e para os que estão perto; para os que vivem ainda entre nós e para os que já partiram [...]"

terça-feira, 11 de novembro de 2008

HÁ SOLUÇÃO PARA O EMPREGO IMEDIATO EM CAMPOS

MESMO COM AS DEMISSÕES EM MASSA: É SÓ SEGUIR O BEM EXEMPLO:



Estado abre seleção para contratar 13 mil na Saúde
OCom base no Decreto 41.538, publicado no Diário Oficial de ontem, o governador Sérgio Cabral Filho autorizou a Secretaria de Saúde e Defesa Civil a realizar processo seletivo simplificado para contratação temporária de até 13.939 profissionais de saúde por prazo determinado, sendo 5.657 de nível médio e 8.236 de nível superior. De acordo com a assessoria de imprensa do governo do Estado, desde ontem, profissionais interessados podem se inscrever na Fundação Escola de Serviço Público (Fesp), encarregada de fazer a seleção dos candidatos. A inscrição deve ser feita pelo site http://www.fesp.rj.gov.br/ e em postos de atendimento oferecidos pela fundação, até o dia 30 de novembro.Contratos de um ano - A convocação dos aprovados no processo seletivo só se darão, depois deles passarem por exame de saúde ocupacional. Aos contratados serão assegurados os direitos de licença maternidade, licença paternidade e férias, quando o período de contrato for superior a 12 meses. A matéria explica que a Secretaria de Saúde de Defesa Civil vai reservar 5% das vagas para portadores de deficiência, desde que a limitação seja compatível com a atividade a ser exercida. Os contratos serão de um ano, podendo ser renovados por igual período. De acordo ainda com a assessoria, a carga horária semanal do contratado corresponderá à dos demais profissionais da pasta, por categoria. A remuneração dos convocados de nível médio será de R$ 600 e a dos de nível superior, de R$ 1.500. As taxas de inscrição custam R$ 40 (nível superior) e R$ 25 (médio).
fonte: www.odiarionews.net

sábado, 8 de novembro de 2008

R E N Ú N C I A

O que é Renúncia?

É um ato de despojamento. Segundo Houaiss é "desistir da posse de; abdicar ".

Quero empregar aqui essa acepção.

Renúncia é não esperar recompensa por suas ações. Renuncia-se assim, ao resultado.

Renúncia é desistir de impor-se a algúém, abdicando de um pretenso direito.

É despojar-se de interesses mesquinhos, é não regatear por ninharias, é ceder um pouco, é humilhar-se um pouco, é ser benevolente um pouco mais.

Renúncia inclui um perdão prático, onde não há rancores, isto é abdica-se até da posse de um ressentimento, pois a mágoa é uma forma de retenção tóxica.

Quem renuncia desapega-se também de um resíduo psíquico indesejável.

Renunciar é ficar mais leve, é desprender-se de amarras pegajosas e tormentosas.

Asfixiante é a sensação de quem necessita urgentmente renunciar.

Renúncia é um ato para a Paz!


quarta-feira, 5 de novembro de 2008

NOVA TERRA


Eu creio num mundo melhor.


Eu creio na Evolução da humanidade.


Eu creio que Deus espera do homem.


Eu creio que o ser humano tem um destino belo e tomos somos convidados para o banquete.


Eu creio na salvação, isto é, na recuperação de todos.


Eu creio que mesmo após a morte, o homem possa arrepender-se eter uma oportunidade de recuperação(salvação).


Eu creio no planeta Terra. Sinto que com um presidente negro e democrata o mundo melhorará.


Sinto que o Brasil está melhor.


Sinto realmente que nossa região promete progresso não apenas material, mas moral.


E oro diariamente para que cada um de nós individualmente e coletivamente mereçamos viver nessa NOVA TERRA que existirá sob um NOVO CÉU em nosso Cosmo.

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

TV digital grátis pela internet, canais abertos e fechados

GLOBO, SBT e Vários novos canais!

Assistir TV Digital pelo computador.

SEM PAGAR NADA e SEM BAIXAR NENHUM PROGRAMA.

É possível?Agora é!

www.tvdigitalbr.4d2.net


é o site TV Digital Web.

Quem não gostaria de ver algum programa ou ouvir uma rádio enquanto trabalha ou diverte-se no computador?

É só acessar, o site:

www.tvdigitalbr.4d2.net

Diversos canais da TV Aberta e até mesmo da TV A CABO.

É possível assistir em Tempo Real sem pagar nada, sem baixar nenhum programa, com apenas um clique. Também inclui diversas Rádios online.

A TV Digital agora está acessível aos computadores gratuitamente. !

DIVULGUEM !

Processo seletivo simples (sem qubrar o voto de silêncio)


Sem quebrar o meu voto de silêncio a respeito de política, darei alguns palpites sobre possibilidades de contratação temporária, que pode ser usada neste município ou em qualquer setor da administração pública.
Um Edital promovendo um processo seletivo de caráter temporário, exemplo: um ano, com direito a renovação por mais um ano e sem direito a nova inscrição em um processo seletivo imediatamente posterior.
Ampla abertura de vagas para todas as áreas carentes.
Processo seletivo simples com uma apresentação de currículo.
Substituição dos temporários lentamente pela regulamentação do quadro funcional com os Concursos Públicos democráticos de caráter universal e permanente.
Vejo esse exemplo nas Secretarias Estaduais de Educação e Saúde e no Cefet, considerando que é um modo legal e democrático de preencher necessidades prementes no serviço público.
Vejo com muito bons olhos essa medida em caráter emergencial, enterrando de uma vez por todas as contratações irregulares e fisiológicas

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

CARROS FINANCIADOS A LONGO PRAZO; Uma pouca vergonha

Existem pessoas que, naturalmente, possuem a visão muito estreita. Por exemplo: na seqüência da visão dos números, só conseguem enxergar o número 2, depois do 1; o 3, depois do 2; o 4, depois do 3 e assim sucessivamente. Há outras que têm visões um pouco mais apuradas e já conseguem enxergar opções entre o 1 e o 2: o 1,1, o 1,2, o 1,3 ... e ainda os que têm visões mais profundas ainda, em condições de enxergarem até com aproximação de centésimos, milésimos... milionésimos, ou seja, até 1,000001.
Ninguém pode exigir que todas as pessoas tenham visões profundas, já que a sociedade humana é heterogênea, em todos os aspectos. A esmagadora maioria possui visão estreita e é exatamente em cima dela que os espertalhões se aproveitam para explorar, extorquir e praticar todo tipo de safadeza com a criatura humana.
A visão estreita das pessoas é a matéria prima que os canalhas utilizam para praticarem todo tipo de safadeza, como a indústria da calúnia, da difamação, da discórdia e todo tipo de mau caratismo que existe na face da Terra.
O “generoso” empréstimo para aposentados e pensionistas, uma das mais sem vergonha propostas dos bancos e financeiras em nosso país, é um exemplo disto, que fez com que tantos velhinhos estejam passando por sofrimentos terríveis, por terem os seus parcos vencimentos reduzidos, sem condições até de comprarem os medicamentos indispensáveis à velhice. E não aparecem deputados para denunciarem tamanha crueldade praticada contra tantos milhões de brasileiros, com respaldo do governo.
E a visão estreita popular achando que bancos e financeiras estão sendo bonzinhos para os idosos, quando na verdade estão acabando com a vida deles.
Mas falemos aqui sobre esta outra safadeza que está iludindo milhões de brasileiros, que são as “facilidades” de se adquirir um carro, em “suaves” prestações mensais, que também está destruindo a vida de milhões de pessoas.
Acompanhem a linha de raciocínio, porque o assunto é sério:
Princípio básico: Todo mundo sonha em ter o seu carrinho. Aquela pessoa que nunca teve condição de ter um carro, porque o seu padrão econômico não permitiria, agora pode, diante das apelações que a sutil safadeza bancária lhe oferece.

Compre o seu carro em 72 suaves prestações, sem entrada, e comece a pagar a primeira só daqui a quatro meses!!!!!
Os juros são de apenas 1,2 por cento ao mês.

Quem é que não vai numa conversa desta?
O brasileiro que, pelo menos, faz alguma conta e percebe que quando compra eletrodomésticos em lojas, paga juros de 3 a 4 por cento, sabendo, também, que o vampiresco sistema de cartões de créditos lhe cobra 14% ao mês, quando ele atrasa, e que o cheque especial, também, tira o seu sangue com juros altos, termina achando maravilhoso ver uma proposta de financiamento de carro a juros de apenas 1,2 por cento ao mês.
Quem já tem carro, por mais que esteja funcionando bem, se acha tentado a financiar um mais novo, até mesmo zero quilômetro. Não mede as conseqüências.
Muita gente acha maravilhoso, há quem diga que o país está uma beleza e que o povo está tendo oportunidades que nunca teve antes.
- “Que bom, vou poder ter o meu carrinho, vou mostrar para a vizinhança e principalmente para os parentes, pra que todo mundo veja que agora eu tenho carro! Realizei o meu sonho!”
Mas... e as prestações?
- “Não importa, só vou começar a pagar daqui há quatro meses e a gente sempre dá um jeitinho.”
A visão estreita não deixa o cidadão enxergar que, ao adquirir um carro, não é somente o valor da prestação que ele terá que pagar todos os meses. Terá, também, a mensalidade do seguro, a despesa de combustível, pagar para estacionar nos centros da cidade, pagar as chamadas zonas azul, terá os pedágios, caso tenha que passar por estradas... enfim, vá somando.
Se o veículo for comprado para um jovem ou se for do tipo considerado popular, o valor da mensalidade do seguro é muito maior, porque as seguradoras consideram que os jovens têm maiores possibilidades de provocarem acidentes e os carros populares são os mais preferidos pelos ladrões.
Mas nada disto importa, porque a pessoa só olha para a “suave” prestação que vai pagar ao banco.

É exatamente em cima desta visão estreita da população que os bancos e suas financeiras montam as suas estratégias para acabar com a população.

Veja agora o que existe por trás disto:
Acompanhe bem a linha de raciocínio:
72 meses significam 6 anos.
Isto quer dizer que a pessoa que compra o carro tem que passar seis anos na seguinte condição:

1) Ter certeza absoluta de que terá empregogarantido durante estes seis anos. Certeza de que o País não enfrentará nenhum problema de recessão, nos seis anos, que afete as empresas e conseqüentemente os seus funcionários.
2) Ter certeza de que ela, esposa, marido, filhos, pai e mãe não vão ter nenhum problema de saúde, no período dos seis anos, daqueles que obrigam a família a ter altas despesas extras, que sempre surgem inesperadamente. Certeza de que não terão acidentes, infartos, cânceres, fraturas... enfim, nenhum problema na saúde de ninguém, que proporcionem gastos de surpresa com hospitais e medicamentos caros.
3) Certeza de que a sua geladeira não vai queimar o motor, televisão não vai queimar, máquina de lavar... equipamento básico nenhum de casa vai ter problema.
4) Certeza absoluta de que a casa e nenhum dos seus membros serão assaltados por ladrão nenhum.
5) Enfim, tem quer ter um anjo protetor, muito eficiente, para lhe garantir não enfrentar problema financeiro nenhum durante todos esses anos.

É possível conseguir isto?
Claro que é possível, muitos conseguem, não há dúvida nenhuma.
Mas aí vem a pergunta: Quanto por cento do universo que entra nestes financiamentos consegue chegar até a última prestação, sem passar por nenhum destes problemas citados?
Posso garantir que muitos não conseguem, mas muitos mesmo.
Ainda mais agora, com esta crise terrível que o mundo está enfrentando.
O deixar de pagar uma prestação, ou o pagar com atraso, na grande maioria das vezes, não é questão de que a pessoa seja caloteira ou desonesta, é questão de força maior mesmo. Imagine uma pessoa que, de repente, é surpreendida com um gravíssimo problema de saúde de ente querido na família, daquele que acaba com todas as economias do lar, pelas necessidades de compra de remédios, quimioterapias e outras, será que vai deixar que a pessoa morra, pra pagar prestação de carro, tv por assinatura e outros gastos?
Não vai mesmo. E será caloteira, por causa dessa dura realidade?
É isto que a maldosa sociedade não consegue entender.
Só que os bancos e os seus advogados não querem saber disto. Dane-se o cliente.
Remetemo-nos ao passado, quando o país tinha um pouco mais de vergonha na cara, em algum momento que o cidadão passasse por alguma dificuldade temporária, que o levasse a atrasar algumas prestações, o que acontecia?
Ele iria ao banco e renegociaria as prestações atrasadas, propondo ao gerente: “Estou com três prestações atrasadas. No mês que vem, eu pagarei uma atual e meia prestação atrasada. Ao final de seis meses, estarei novamente em dia com o banco.”
Era deste jeito, existia mais dignidade na prática bancária, os gerentes aceitavam e tudo se resolvia facilmente. Existiam juros, sim, mas algo tolerável e dentro do suportável, sem maiores problemas.
Hoje você nem consegue mais falar com os gerentes dos bancos, porque todos eles são simples fantoches, apenas atrás de novas aberturas de contas e como camelôs vendendo seguros e aplicações. Os bancos não têm mais, pelos seus gerentes, o respeito que existia antigamente, já que eles não têm mais autonomia para nada.
Por incrível que pareça, até o Banco do Brasil, que no passado era sinônimo de dignidade e os seus funcionário eram vistos como status, por toda a sociedade brasileira, incorporou-se nesse universo vergonhoso, como também a Caixa Econômica Federal.
Alamar Regis

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Responda rápido: é gente ou boneco?


O que parece?
Um boneco à venda ?
.
.
.
.
.
.
Não!´É um ser humano...
.
.
.
É um neo-nazista americano que pretendia matar Barak Obama!

Um voto de silêncio e um pedido de perdão


Caros amigos da blogosfera,


Estou usando este espaço para entrar num período de voto de silêncio a respeito de política, resumindo as minhas postagens à visão espiritualista dos problemas sociais , econômicos e psicológicos.


O voto é por tempo indeterminado e não se restringe apenas à blogosfera, mas a toda a forma conhecida de comunicação inter-humana.


Não é preciso ninguém preocupar-se, que não é nada pessoal.
É entre mim e Deus.


Aproveito o ensejo para pedir que todos com quem travei qualquer diálogo menos amistoso que me perdoem a impulsividade.


A hora é de paciência, que é a ciência da paz.


domingo, 26 de outubro de 2008

A Esperança vem do alto: Homenagem à Rosinha, prefeita de Campos




Ninguém pode dizer "eu tenho esperança"!


Esperança não é próprio do ser humano. A Esperança, assim, como a Fé e o Amor (ou Caridade) são as chamadas virtudes teologais. São de Deus.


Homem algum pode ter Esperança por si mesmo.


Podemos exercitar a Esperança.


Podemos racionalizar a Esperança.


Podemos aprender a Esperança.


A Esperança se exercita, se aprende, sempre usando-se mais o cérebro que o coração, sempre mais o intelecto que o sentimento.


Uma das formas de se exercitar e aprender a Esperança, usando-se de nossa capacidade cognitiva, é viver dificuldades.


Todos que passamos, em algum momento de nossas vidas, privações, necessidades as mais diversas, abandono, esquecimento, dores, desapontamentos, traições, ingratidões, os vários tipos de perdas. Todas as vezes em que estas situações acima se prolongam por um tempo indeterminado, levando-nos ao abatimento e ao desânimo, que é "falta de alma", algo nasce dentro de nós.


Vindo de alguma instância desconhecida e imperscrutável, nasce no ser humano, nos seus piores dias a Esperança!


É por isso, que, socialmente falando, observando o estado de desalento e de desencanto ; de aparente desesperança e de apatia em que vive a nossa cidade; diante da falta de coragem e da falta de hombridade, da traição e do abandono, das perdas morais e das perdas econômicas, da opulência de poucos, tripudiando da carência de muitos...
...é por isso que diante desta realidade insustentável,
eu vivo aspirando a Esperança de Deus!


A ESPERANÇA É SEMPRE DO ALTO.


É de Deus!


Ao homem cabe pedir a Deus Esperança nos momentos de tribulação.


Campos vive uma de suas maiores tribulções. É um momento de extrema vergonha ser campista, em face dos descalabros vultuosos e amplamente divulgados, dos quais fomos, até certo ponto, quase todos somos culpados!


Mas a Espernça é um Dom e vem do alto. É uma dádiva e vem do Pai. É uma Graça e vem em benefício dos que a pedem. Individualmente e coletivamente.


Deus teve pena de Nínive. O povo de Nínive teve Esperança e não sofreu. As profecias feitas a respeito da destruição de Nínive não se cumpriram. Jonas ficou a princípio revoltado, pois tinha empenhado o seu nome nas profecias apocalípticas sobre a cidade de Nínive. E ele achava que tinha um nome a zelar, preferia que Deus destruisse Nínive para que sua profecia se cumprisse.


Mas os desígnios de Deus mudam!
Ele quer o bem.
Ele quer resgatar os filhos pródigos e não festejar os que ficaram.


E Nínive foi salva!


Eu sou campista e aspiro a salvação individual e coletiva de nosso povo.


Deus quer o bem de Campos.
Campos não tem carma, Campos tem promessa!


Campos não tem dívidas, tem um futuro.


Campos não tem uma história passada de malícia, mas de coragem e heroísmo. Deus quer Campos para Ele.
E, parafraseando Santo Agostinho, Deus que Criou o mundo sem Campos, não quer salvar o mundo sem Campos.


Eu não tenho Esperança. Não é da minha natureza.


Mas diariamente eu peço a Deus Esperança.
Diariamente eu peço a Deus esperança para o povo de Campos.

E agora peço Esperança para a nova Administração de Campos!

TAÍ



sábado, 25 de outubro de 2008

ACABOU

A Intertv divulgou em seu telejornal o resultado da última pesquisa Ibope para a Prefeitura de Campos neste segundo turno.
.
.
De acordo com o instituto, Rosinha (PMDB) tem 59% dos votos válidos.

Arnaldo Vianna(PDT) 41%.

Os votos nulos e brancos somam 7%.

5% não opiniram.

Ao todo foram entrevistados 602 eleitores ontem e hoje.

A margem de erro é 4 pontos para mais ou para menos.

A intertv perdeu uma boa oportunidade




A InterTV perdeu uma excelente oportunidade de oferecer um debate diferenciado.




Qual foi o pior momento de todos os debates?




Foi a tônica dos ataques pessoais e a repetição de assuntos como : impugnação, corrupção, prisões.




O ponto alto do debate da Record foi a presença das repórteres Alessandra e Cláudia Eleonora que deram uma direção ao mesmo, pontualizando os assuntos e reduzindo as mesmices e as repetições desnecessárias e cansativas.




A InterTV entendeu que o debate direto entre os candidatos , com ou sem perguntas sorteadas, funcionaria melhor. Infelizmente.




Mas voltando ao tema do debate da InterTV, acho que repetiu a atuação dos demais, sendo que Rosinha perdeu um pouco a inibição e a dureza do outro debate e ficou mais à vontade. Arnaldo, desta vez melhorou, mas não teve respostas para o problema da sua impugnação.




O ponto alto do debate foi Rosinha demonstrar que se o metrô de superfície foi construido pela iniciativa privada, durará cerca de 200 anos para começar a dar lucro.




sexta-feira, 24 de outubro de 2008

A hora final...


Escutei funks na rua com ofensas morais graves a Rosinha e sua filha.


Estou recebendo e-mails anônimos, nos comentários ao meu blog, ofensivos a mim por meu apoio a Rosinha. Obviamente, ao moderá-los , não os publico.


Nestes e-mails apócrifos, pessoas que se dizem meus clientes, ofendem a mim, à minha especialidade (Homeopatia) , à minha família e até mesmo à minha religião( Espiritismo).


Soube que circula pela cidade panfletagem também apócrifa usando linguajar chulo, altamente ofensivo à ex-governadora.


Mas a única coisa certa é da impugnação confirmada de Arnaldo!


Soube nos comentários de um outro blog que a pesquisa proibida do IBOPE dá algo acima de 60% para Rosinha.


Há também a ação desenfreada de franco-atiradores da tropa de choque do poder, esganiçando-se e estrebuchando-se na frenética ansiedade pela perda do manancial de dólares.
Estão à compra de votos por uma pequena fortuna, negociando com os "formadores de opinião" que receberiam alguns milhares de reais para convencer um número certo de desavisados.
Esta estratégia abandonaria o amadorismo da compra de votos no varejo e partiria para o atacado!
Com estratégia de marketing e muita grana (para poucos escolhidos, que estão sendo pescados entre os que apóiam o 15).
Não fui escolhido, graças ao bom Pai, mas sei de um "escolhido".
Parece que recusou... ou não!
...as ofertas sobem...
...é leilão...
...é o desespero final ! ...

Por isso faço um último apelo aos ainda indecisos,
aos ainda partidários da abstenção branca ou nula,
que protestem oferecendo a Rosinha a chance de vencer as bestas do apocalipse campista!


Que o Senhor nos proteja!

.

.




quinta-feira, 23 de outubro de 2008

VAI SER TUDO NULO DE NOVO!!!!


Desculpem-me, mas essa vai ser muito engraçada.
Todos os votos em Arnaldo no 2o. turno serão computados como nulos!
Se o TSE considerar que os critérios de insanabilidade são justos...
...mas se por um destes motivos interessantes e incompreensíveis, recheados de palavreado difícil, o TSE considerar que não é insanável, aí conheceremos o verdadeiro resultado das urnas.
Por enquanto a plena tv terá que se basear no blog do Roberto Moraes e ainda a gente ouvir da mocinha que uma pequena diferença na apuração é "empate técnico."
Ninguém merece...

Rosinha faz caminhada com craque Romário no Centro de Campos

Rosinha recebeu, na manhã de hoje, um importante apoio à sua candidatura. O craque Romário, ídolo de muitas torcidas no Brasil e tetracampeão mundial pela seleção brasileira, fez uma caminhada com a ex-governadora pelas ruas do Centro de Campos. A candidata estava acompanhada também pelo prefeito eleito de Duque de Caxias, Zito, e pelo ex-deputado federal Paulo Feijó.
O craque foi a Campos acertar uma parceria com o time do Americano para a implantação do projeto social Romarinho na cidade. Aproveitou a oportunidade para declarar seu total apoio à ex-governadora. “Sou carioca e vi de perto o que ela fez pelo Estado do Rio quando administrava mais de 90 municípios. Tenho certeza que Rosinha usará toda a sua experiência de sucesso a serviço de Campos”, declarou o jogador.
Rosinha agradeceu o apoio que tem recebido de todos os setores da sociedade. “Essa é a prova de que nossas propostas foram aceitas pela população, que agora está marchando junto comigo rumo à vitória”, destacou a candidata.
Romário lembrou que tudo o que conquistou na vida foi por meio do esporte. Por isso, ele quer oferecer essa oportunidade às crianças de Campos com o seu Projeto Romarinho, numa parceria com o Americano. “Sei o que o esporte representa para as crianças e os adolescentes e sei que, com Rosinha na prefeitura, o projeto ganhará mais força para virar realidade”, apostou Romário, que completou: “Se fosse eleitor campista, certamente votaria no 15 no próximo domingo”.
O prefeito eleito de Duque de Caxias declarou ter confiança na capacidade administrativa de Rosinha. “Acompanhei o governo dela e sei que ela é capaz de fazer muito mais por Campos“. Paulo Feijó declarou apoio incondicional à candidatura da ex-governadora como a única forma de mudança do quadro político de “retrocesso” que tomou conta do poder executivo campista.

http://www.rosinhagarotinho15.can.br/noticias/rosinha-faz-caminhada-com-craque-romario-no-centro-de-campos/

UMA FOLHA DE MENTIRAS

Amigos, é lamentável o papel a que o jornal , outrora o mais chique e sofisticado de Campos está se prestando.

O noticiário cada vez mais tendencioso e com isso progressivamente mais mentiroso e obviamente, paulatinamente mais desacreditado.

Recorrendo assim, ao tema da REDE BLOG do último dia 21, é possível se fazer um estudo sociológico a paritr da decadência de uma sociedade a partir dos matutinos que a apóiam.

Acho que os jornais entram em decadência absoluta e irreversível antes , muito antes que os detentores do poder.

Que triste fim!

Será que se levanta um dia?

Não creio, vejo sinais de cronicidade na enfermidade social que tomou conta dessas folhas...

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Escreveu a Juiza Márcia Succi:

Diante do exposto, não existe nulidade no registro de candidatura do candidato a vice-prefeito Sr. Francisco Arthur de Souza Oliveira, razão pela qual indefiro o pedido de folhas 29/32. A litigância de má-fé exige a comprovação do dolo, ou seja, a utilização do processo com o claro objetivo de alcançar fins ilícitos. Na verdade, a comprovação de reprovável atitude, passível da cominação da pena aplicável ao litigante de má fé, exige prova inequívoca, que ultrapassa os limites deste feito”
.
.

E bateu o martelo, acabando com o factóide criado pelo partido da situação e por um jornal de grande circulação da cidade.
.
.

Hoje este mesmo jornal cria novos factóides esdrúxulos e ridículos que não conseguem convencer nem ospróprios criadores da matéria, que é sofrível.
.
Como disse uma ex-candidata a respeito de um ex- candidato:
.
.
.
DÁ PENA VER UM JORNAL QUE JÁ FOI DIGNO E DE RESPEITO, PRESTAR-SE A UM PAPEL ASQUEROSO COMO ESSE A QUE ESSE MATUTINO ESTÁ SE PRESTANDO. É TRISTE TERMINAR DESSE JEITO...
.
.
.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Rede Blog: O NOVO ESPAÇO VIRTUAL , NOVO ESTILO DE JORNALISMO

Tenho notado que os jornais tradicionais, slavo raríssimas excessões, estão cumprindo o dever de honrar os seus patrocinadores.

Com o descrédito, começam a surgir as novas propostas de documentação do cotidiano.

Os blogs em nossa cidade provaram que são uma estrutura muito mais verdadeira que a imprensa escrita ou falada.

Foi muito divertido assistir a plena tv acompanhar a apuração linkada no blog do Roberto Moraes.

Espero que essa mídia se desenvolva com todas as suas possibildiades democratizando o espaço e oferecendo a todos a opção de pensar com liberdade.

Um auto desafio: Um exercício mental interessante!


Fiz um desafio a mim mesmo.
Começou com um exercício psíquico.
Tentei esvaziar a minha mente e meu coração de todo pré-conceito e emoções.
Fiz-me um eleitor do Dr. Arnaldo, reconhecidamente um médico exímio, de grande conhecimento técnico, humanitário, bondoso e agradável.
Eu já havia votado nele.
Não foi difícil fazer o exercício mental.
Quando senti-me um eleitor do candidato do PDT, tentei olhar em torno e encontrar pessoas amigas e as quais eu considero de bom caráter, íntegras, justas.
E nesse particular, faço um parênteses, para colocar o pensamento de meu Pai, Clóvis Tavares, sobre o que é um "Justo".
Justo- dizia meu Pai- não é propriamente o homem bom. Justo é também o homem bom, mas também o homem que quer ser bom! Que busca o bem, que se corrige, que quer melhorar, que não cultiva seus defeitos como quem cultiva uma plantinha.
Continuando o meu exercício, fiquei vasculhando em minha mente um justo, para dialogar com ele sobre o nosso candidato.
Não encontrei.
Só encontrei inocentes úteis, pessoas pouco esclarecidas e as de prolongamento caudal atado. Essas últimas fazem o grande número desses eleitores.
Confesso que na imersão psíquica em que me fiz eleitor desse candidato, senti-me extremamente desconfortável. Parecia a mim o estado daquele sonho em que estamos numa festa, totalmente nus. Foi assim que me senti. Tive vergonha do meu candidato. Com que cara eu o defenderia?
Que argumentos eu daria para confrontar com a realidade dura dos fatos?
Respirei fundo a voltei à realidade.
Ainda fiquei alguns minutos um pouco obnbilado, retornando ao meu estado de consciência normal, após o deliberado exercício de câmbio mental.
.
.
Fiz o exercício (bem mais fácil) de sentir-me um eleitor de Rosinha.
.
Confortável estado psíquico tomou conta de mim e logo comecei a ver meus amigos: Os Doutores Paulo Hirano e o simpático Chicão, Dr. Édison Batista , César Ronald e meu irmão Luís Alberto. As queridas porfessoras Joilza, Auxiliadora, Walesca Almada e minha Mãe Hilda.
.
Ente os professores vi Mário Lopes, meu irmão Celso, meu filho Pedro e outros que me fizeram sentir bem à vontade.
A presença de irmãos, colegas, cunhados, filhos e sobrinhos davam-me a impressão de estar num ambiente familiar.
.
A sensação de bem estar foi muito grande, num misto de esperança e alegria.
.
Não senti vergonha de declarar meu voto. Vi-me curado do hipnotismo do antigarotismo que me impuseram.
.
Voltei à minha dimensão psíquica melhor e mais confiante na certeza de meu voto.
.
Espero que façam o exercício.
Não estou afirmando que não há pessoas justas no outro grupo, só não as encontrei na minha jornada auo-induzida, de cara limpa, sem fumar, beber ou outra qualquer substância química diferente da cafeína.
Se alguém puder me dar algum exemplo convincente agradeço.